O que são palpitações cardíacas?

Normalmente, não sentimos nosso coração bater. A palpitação ocorre quando passamos a perceber os batimentos cardíacos. Esses batimentos podem ser rápidos, precoces ou irregulares e podem ser percebidos no tórax, abdome ou pescoço.

Podem ocorrer em qualquer situação (repouso ou durante atividades diárias). Às vezes, são percebidas como uma sensação do coração parar ou um peso ou pontada no tórax.


Eletrocardiograma demonstrando batimento precoce (extra-sístole ventricular) que leva ao paciente sentir palpitações

O que causa palpitações?

As palpitações podem ser causadas por arritmias cardíacas, doenças cardíacas não-arrítmicas, condições clínicas variadas (gravidez, hipertireoidismo, baixa taxa de glicose, baixa oxigenação, febre, anemia, desidratação, hemorragia), emoções (medo, estresse), causas psiquiátricas (ansiedade, síndrome do pânico) ou uso de medicações (hormônios tireoidianos, antitussígenos, antiarrítmicos, descongestionantes, broncodilatadores para asma) e/ou drogas (álcool, nicotina, cafeína, cocaína e anfetamina). As arritmias cardíacas são classificadas como: taquiarritmias (freqüência cardíaca >100bpm), bradiarritmias (freqüência cardíaca < 60bpm), ritmos irregulares (como fibrilação atrial) ou batimentos prematuros (extra-sístoles).

Quando as palpitações estão associadas a problemas de saúde mais sérios?

Quando estão ligadas a sintomas como tontura, dispnéia (falta de ar), sudorese fria, quase-desmaio ou desmaio e dor no peito.

A presença de doença cardíaca (infarto do miocárdio prévio, cardiomiopatia dilatada ou hipertrófica, lesões valvares), história de desmaios e história familiar de morte súbita devem ser valorizadas para se avaliar alto risco de arritmias.

Como proceder se tenho palpitações?

Você deve procurar um médico cardiologista para avaliação das palpitações. Em muitos casos, o diagnóstico das palpitações é difícil. O médico deverá fazer uma revisão sobre sua história médica, seus sintomas, suas medicações e dietas.

É necessário realizar alguns exames como: eletrocardiograma, exames de sangue e urina, radiografia do tórax, ecocardiograma (ultrassom cardíaco) e outros. Se houver suspeita de alguma arritmia, poderá ser necessário realizar outros exames como cateterismo cardíaco ou estudo eletrofisiológico.

Como as palpitações são tratadas?

O tratamento depende da causa das palpitações. Se elas não estiverem associadas a problemas cardíacos, geralmente não necessitam de tratamento. Se houver algum tipo de problema cardíaco, o médico determinará o tratamento apropriado com medicações, ablação ou cirurgia.

Como prevenir as palpitações?

Diminuir o nível de estresse, cessar o uso de drogas como cocaína ou anfetamina, diminuir a ingestão de álcool, limitar o consumo de bebidas que contenham cafeína, fazer exercícios regularmente, evitar atividades que desencadeiam palpitações (como esforços físicos exagerados).

Copyright © 2009, Arritmia Cardíaca. Todos os direitos reservados.